A justiça portuguesa é engraçada e os jovens riem-se dela...

Agressores do Facebook saem a rir do tribunal

Foi uma actividade coordenada. Houve reuniões para combinar as agressões à jovem e,
como se não bastasse, filmaram e exibiram na Internet, como troféu. O tremendo vazio destas pessoas assusta."
O procurador do Ministério Público foi duro nas palavras, mas no final não pediu mais do que a realização de
 trabalho comunitário para os seis jovens acusados de ofensas à integridade física qualificada, roubo e filmagens ilícitas.

Rudolfo Santos e Bárbara Oliveira, 18 e 16 anos, respectivamente, saíram a rir do Campus de Justiça em Lisboa, ontem ao final da tarde.
 "Para já, parece-me o mais justo", acrescentou o procurador.

"Quando o julgamento acabar vou fazer uma festa", disse Rudolfo à saída da sessão de julgamento.
"Não combinámos nada. Simplesmente ela [Filipa T.] chamou ‘prostituta’ à minha mãe e ‘porca’ à mãe de outro amigo meu",
 referiu o jovem de 18 anos, acrescentando que está "arrependido" e não torna "a fazer aquilo".
  
    Como se pode constatar pelo que está escrito acima, a nossa justiça faz rir qualquer um, mesmo que possuam um tremendo vazio. Constata-se facilmente também que os jovens estão mesmo arrependidos pelo que fizeram, tanto que a rena "Rudolfo" vai fazer uma festa...  

    O vazio dentro deles existe, vê-se... Portanto, o melhor é eles "encherem". Para isso, podiam ir para a cadeia, onde seriam muito bem tratados pelos senhores que gostam de tocar com a sua pila o intestino grosso dos outros. Não sou vidente, mas a boca de alegria da rena Rudolfo fechava e, em contra partida, o seu buraco do cu alargava...

Natal dos Hospitais


    Nunca entendi qual o interesse de fazer o Natal dos hospitais todos os anos... Gente acamada, sem hipótese de fugir... Sim... Com os artistas que lá vão cantar é mesmo de fugir. Já vi gatas com cio a cantar melhor.

    Aqui temos o José Malhoa, que mais parece da família do Castelo Branco, a tentar cantar. De facto, o que mais gosto na música dele é a parte em que está calado.


    Já agora, qual é a ideia de ir ao hospital cantar em "playback", ou seja, fingir que está a cantar?! Fonix! Para isso metam lá o Malhoa a mexer a boca em cima do palco e liguem a música de um Frank Sinatra ou de outro cantor qualquer... Agora o Malhoa?! E que dizer da letra? "Ai que te pego, ai, ai"... Ó minha nossa senhora... O gajo consegue inserir três "ai" na porcaria daquela frase tão pequena... Mas quem é que compra aquela merda de música, digam-me lá?! Se houver quem compre aquele cd, tirando os familiares dele, enviem-me a lista, que à posteriori tentarei marcar-lhes uma consulta no "Doutor Cága Para Dentro".

     Antigamente, o Natal dos Hospitais durava MUUUUIIIITO tempo. Agora não sei quantas horas levará mas, para mim, quinze minutos daquela "pinoia" parecem 3 horas... Se a ideia é alegrar e, quiçá, curar os doentes, a solução não passa pelos Josés Malhoas, Quim Barreiros e restante companhia de festival de berros e palavras cheias de nada.

    Epá, sinceramente... Então um gajo está doente e metem-lhe à frente um batráquio, com o cabelo à panisgas, a dar pinotes, a mexer a boca (sem dizer nada), enquanto a suposta música toca em segundo plano?! Fosgasse! Com a crise que por aí anda mais valia não levar para lá os anormais artistas, para não terem de lhes pagar...

    Realmente, nunca vi tanta negligência junta num hospital, e em directo na televisão, como a que há no Natal dos Hospitais. Enquanto um tipo finge que canta, andam lá as enfermeiras e enfermeiros a dançar todos contentes... Então e se há uma pessoa que precisa que lhe mudem o soro? Ou que lhe mudem a algália?! E se um doente se estiver a sentir mal, toca a campainha? E quem é que houve a campainha, com aquele barulho infernal? Ah, pois! E já agora... Quem é que atende as consultas na urgência do hospital anfitrião? Eu não sou...

    Cá para mim, que não sou de intrigas, querem é "eliminar" os doentes porque, como não podem ser escravizados,  não interessam à máquina do Estado, portanto, não estão lá a fazer nada... Ou então querem internar os Josés Malhoas deste país na ala psiquiátrica. Talvez esta última ideia seja a correcta... Um tipo que se coloca no palco a mexer a boca e que dança a parecer que está com espasmos, só pode estar doente da cabeça, ele e quem lhes paga... Estou confuso...

   P.S.: O Malhoa meteu botox no cérebro? É que está mais pirulas da cabeça.

Restrição de pessoas no meu funeral

   Está decidido, vou fazer uma lista das pessoas que não quero que vão ao meu funeral!
    Existem determinadas pessoas às quais não podemos dizer que gostaríamos que não conversassem connosco, por exemplo: patrões, alguns familiares e algumas pessoas conhecidas (colegas de trabalho ou de escola). Não lhes podemos dizer porque não queremos entrar pela confrontação desnecessária, apenas evitamos relacionarmos-nos demais com essas pessoas; não é sermos falsos, é sermos assertivos.

   Quando morremos não necessitamos de ser assertivos. Quando eu estiver deitadinho na minha caixa de madeira de pinho a fazer o que faço melhor só que de uma forma eterna, não quero que pessoas pelas quais só tenho respeito e uma gritante ausência de carinho e interesse lá estejam a fingir que gostam de mim ou que sentem saudades.

   Muitas dessas pessoas que se enquadram nesta descrição de pessoas "QUE NÃO QUERO NO MEU FUNERAL" vão estar aqui a ler este post. Espero que sejam inteligentes...

   Podem-me perguntar "Então por que é que não queres ninguém no teu funeral? Vais estar morto, portanto não te fará diferença alguma..." O único motivo, verdadeiro, honesto e explicável pelo qual não quero determinadas pessoas no meu funeral é só um: PORQUE NÃO OS QUERO LÁ!

    Pronto, depois de explicar os meus motivos posso morrer descansado, sabendo que ninguém me irá chatear nem conspurcar o descanso eterno na hora que o tiver.

A moda para o Ano 2012

Para desmistificar a ideia de que os Alentejanos são lentos e estão sempre desactualizados, o Chachada Total mostra-vos qual será a próxima tendência da moda  para o ano de 2012.
Ora cá está. Lindo!
   Pois é, a tendência será estar "Tudo nu". Ao que apurei, este novo "styling" para o próximo ano foi baseado na crise que está instalada, crise só para os pobres, ou seja, para a maioria da população portuguesa.

Mesmo assim, e nesta loja, da qual tirei a foto, os preços são muito altos... Portanto, só as pessoas com algumas posses vão poder estar nuas, envergando uma mala... Por outro lado, os pobres não vão ter hipóteses de colocar a mala, ficando só com a pele desnuda bem visível a todos.
E porquê?

porque não têm dinheiro;
porque não têm nada para colocar dentro da mala.

   Portanto, preparem-se, que para o ano vamos começar a ver as pessoas tal como elas vieram ao mundo, só que com mais pêlos, gordura, e altura. Vai ser bonito, vai... Vão ser "banhongas" e ossos a andar por aí ao "Deus dará". "Fujem"!

Comprar carro


  Vamos lá a ser honestos. Tenho um carro (o meu primeiro carro) que já vai estando velhinho e a não querer fazer as curvas como mandam as regras... E então ando à procura de um outro que me dê garantias de não me dar muita despesa - leia-se, avarias - durante um aninho ou dois. O que eu procuro não pode ser nada de luxuoso, porque de luxo só tenho a minha namorada.

   Então, ontem lá fui ver de um que preenchesse todos os requisitos: baratinho e em 5ª mão.

   Vamos ao que interessa e até onde quero chegar... Por que é que os vendedores, para nos venderem os carros, dizem sempre que o antigo dono do carro era uma senhora?

   Bolas! A maioria dos condutores que vejo são homens e quando toca a vender os carros são as mulheres que os vendem? Que raio. Particularmente, o carro de hoje também era de uma senhora que pouco andava com ele... Por isso é que ele tinha 253.000 Km e o travão de mão a fazer o pino... De aparência, o carro parecia uma mistura de Paula Bobone com Lili Caneças, só para se ter uma ideia.

   Ando a ver de um carro - inclusivamente quando sou eu a acompanhar amigos que vão ver de um - há já algum tempo e as histórias são sempre as mesmas: "Este carro era de uma senhora que só saía para ir às compras." "Este carro era de uma senhora enfermeira que só ia de casa para o trabalho nele." "Este carro era de uma professora que o tinha quase sempre na garagem." "Este carro era de uma senhora idosa que o tinha sempre fechado na garagem.".

   Chego à conclusão (e vendo as quilometragens das viaturas) que:
  • As professoras residem em Portugal mas dão aulas na China, indo e vindo todos os dias; 
  • As  senhoras que são empregadas domésticas fazem as compras em Espanha;
  • As senhoras idosas vão e vêm para o centro de dia, todos os dias, encontrando-se este na Austrália (Abraços e beijinhos, tio). 
    Mas, acima de tudo, fica provado aquilo que já digo há muito tempo "As mulheres são mais responsáveis e cuidadosas do que a maioria dos homens".

    E esta hein?!


  

Paula Bobone


Paula Bobone recusa participar em ‘Mulheres Ricas', da TVI, adiado para já devido ao elevado número de recusas. A escritora garante ter um quotidiano interessante para o formato, mas não está disposta a vender privacidade "por tão pouco".

- Foi convidada a participar no novo programa da TVI ‘Mulheres Ricas', mas recusou. Porquê?
- É muito cansativo. Além disso, penso que é um programa que banaliza muito a vida das pessoas, e eu não quero de forma alguma que isso aconteça comigo.

- Sente que as pessoas gostariam de ver como é o seu quotidiano?
- O meu dia-a-dia é mesmo muito divertido. Muito mais do que o de algumas pessoas que já estão confirmadas, mas eu sinceramente não me quero expor. Sinto que tenho de ter cuidado com a minha imagem.
(in Vidas)

Ora cá está, a dona Bobone recusa participar num programa de televisão - mais um daqueles bastante interessantes. Diz que tem um quotidiano muito interessante, mas... Quer é mais "Pilim"! Chamem-lhe parva... Lá por ter um nome patético não significa que seja assim tão pateta... (Embora o seja)

A senhora diz que o programa banaliza muito a vida das pessoas. Mais?! Dona Bobone, descanse que a sua não poderá ser mais banalizada do que já é.

Por último, a senhora diz que o seu dia-a-dia "é muito divertido", "Sinto que tenho de ter cuidado com a minha imagem". Pois, acredito que o seu dia-a-dia seja muito divertido, pelo menos deve gastar 12 horas do dia só para fazer aquelas pinturas rupestres na cara - deve pintar-se no avião, mesmo no momento de maior turbulência. Ao menos para quem se cruza com a senhora na rua e vê aquele aspecto de palhaço do circo Chapitô, já vale a pena.

A Bobone arrisca e diz que sente que tem que ter cuidado com a sua imagem, sente (?!). Pensei que fosse óbvio. Se continuar assim vestida temo que, ao passar perto dos contentores de lixo, possa vir a ser confundida com o mesmo, e levada para uma qualquer estrumeira... Diga-se que também se compreende se isso acontecer, é que as diferenças entre o lixo e a forma como esta senhora se veste são mínimas. Já  quando abre a boca só sai lixo mesmo.

Ah! A senhora ainda diz que é uma "puritana e culturalmente de alto nível"... OH, MY GOD!!
Acredito é que em vez de puritana seja virgem, porque com aquele aspecto nem o meu cão lá ia... E ele até não é muito esquisito... Já o "alto nível" sou obrigado a concordar: a senhora é de um alto nível de estupidez e ridicularidade, a todos os níveis constrangedor.

GNR Prende um Morto

Ordem para deter morto 


   "Ana Maria Lopes nem queria acreditar no motivo que levou a GNR de Almeirim a tocar-lhe à campainha de casa, na terça-feira à tarde. Os militares levavam um mandado de captura para deter e conduzir à prisão o seu irmão, José António Oliveira, que faleceu quase há três anos. Mesmo depois de morto, foi declarado contumaz pelo Tribunal de Execução de Penas de Évora, e tem um ano e sete meses de cadeia para cumprir."
(In Correio da Manhã)


   Ora cá está a notícia que vem desmascarar aqueles que falam mal das forças de segurança dizendo que têm falta de profissionalismo. Notem o profissionalismo empregue nesta difícil detenção... Então o Sr. Morto pensava que escapava sem vida à detenção, não?! Isso é que era bom!

   Ao que o Chachada conseguiu apurar, a GNR deslocou-se ao cemitério onde o corpo do falecido se encontrava. Como o morto ofereceu resistência aquando da sua detenção, a GNR viu-se obrigada a recorrer à força (bruta), tendo espancado o falecido de tal forma que, este, ressuscitou.

   As nossas forças de segurança são bastante inteligentes e profissionais, não tenhamos dúvidas. Por exemplo, o tipo que sequestrou por 3 dias a jovem Italiana, a agrediu e violou, foi colocado em liberdade, com a obrigação de se ter que apresentar na esquadra de 15 em 15 dias...


   Ou então, outro. Um animal tipo condenado por violar e espancar a ex-namorada foi enviado para o conforto do seu lar juntamente com uma pulseira electrónica no seu pé. Enquanto navegava pela internet, o animal tipo decidiu comprar uns comprimidos que (supostamente) melhoravam a sua performance sexual (minha nossa!...). Aquando da entrega desses comprimidos, a rapariga que fazia de estafeta - que os ia entregar -  foi agarrada e levada à força para dentro da casa do animal tipo, para a violar. A rapariga conseguiu fugir, felizmente.

   Com estes dois exemplos muito recentes, o que podemos concluir sobre a justiça e a polícia? Só podemos concluir que são excelentes, sentimos que existe segurança e justiça a rodos. 

   Acho que eles só conseguem prender os mortos e, mesmo assim, sentem dificuldades. Ainda há bem pouco tempo vi um morto fugir à polícia... Já não bastava o ordenado mínimo ser o mais baixo da Europa, os preços do gás, luz, água, alimentos, impostos e gasolina serem dos mais altos, e ainda tínhamos que ter uma justiça que prende mortos e vítimas, enquanto deixa quem comete actos ilícitos em liberdade.

 O "português" está-se a tornar num animal (com o devido respeito pelos animais) nojento, execrável e sem escrúpulos. Estes bichos não deveriam ter direito a ter direitos desde o momento que não respeitaram os direitos dos outros. Trabalhos forçados, prisão perpétua e castrações, assim seria uma justiça um pouco mais à altura de certos crimes...

Uma NÃO novidade (Amy Winehouse Morreu)

 
    A Amy Casa do Vinho (Winehouse)  morreu... Qual foi a novidade? Terá sido pelo facto de ter sido encontrada com pó branco na cara? Os mais astutos e informados dizem que era farinha o que ela tinha na cara. Alegadamente, estaria a fazer um bolinho... Imagino de quê...

  Pessoalmente, pela aparência da Amy, nunca a tive em conta como uma "boa dona de casa". Aliás, nem podia. Uma pessoa que prefere "pó" nunca poderia ser uma boa e dedicada dona de casa.

   O que mais ressalva nesta notícia não é o facto da cantora ter morrido - essa era só uma questão de "a que horas?", mas num espaço não superior a 1 mês - porque morta já ela parecia...

   O que me fica na retina é a quantidade de gente que ficou surpreendida. Realmente, é surpreendente, e tão surpreendente como ela ter morrido é um indivíduo sem braços e sem um pé, cego e com uma taxa de alcoolemia superior a 4.27 g/Litro no sangue,  pilotar um avião e ter que o fazer aterrar num porta aviões. É óbvio que se ele se despenhasse iria ser uma grande surpresa para algumas pessoas... Um ceguinho, bêbedo, sem uma perna e dois braços teria a perícia e agilidade de um "Guilherme Tell" só que em vez de acertar numa maçã que está na cabeça de um pobre coitado, com uma besta, só tem que aterrar um avião num porta aviões. É fácil, é barato e há quem acredite no Pai Natal e no menino Jesus.

   O desabafo que mais me fartei de ouvir e ler foi "Coitadinha, a droga levou-a". Oi?! A droga levou-a? Sinceramente, nunca vi um saquinho de droga a passar-me à frente a correr, mas se calhar sou só eu que sou um bocadinho distraído. Vou começar a tomar mais atenção de hoje em diante...

   Este tema da morte da Casa do Vinho chegou até a ser debatido no "fakebook". Li comentários do género: "coitadinha, ela tinha de preencher o vazio dentro dela"; "Ela tinha muitos problemas"; "Eu sei o que a droga faz às pessoas".

   Pois é, eu devo ser um predestinado.A droga a mim nunca me fez mal nem me perseguiu... Mas, pelos vistos, já fez mal a muita gente. Talvez seja curioso referir que também nunca procurei a droga.

   Até parece que já estou a ver, nós vamos a passar na rua e, de repente, somos agarrados por um saco de droga - com braços e pernas - e somos obrigados a inalá-la e, em alguns casos, a injectá-la.

   "A droga levou-a". Se uma pessoa morre porque consumiu "droga" em excesso, dizemos a droga levou-a? E se um tipo destapar um tiro na cabeçorra, dizemos a pistola levou-o? Se isto for assim, vou ali buscar uma caçadeira e limpar o cebo a uns 100 ou cento e tal filhos da puta e quando for presente a um juiz digo: "Sr. Doutor Juiz, não fui eu que os matei, foi a caçadeira." Fica o assunto resolvido.

   A minha opinião muito pessoal é esta: Quem se droga não passa de um anormal que, enquanto alguém distribuía inteligência pelo Mundo, estava escondido atrás de uma rocha a acariciar o escroto enquanto ouvia a música "O Bacalhau quer alho" do deficiente Saúl.

   Uma coisa ainda é um pobre coitado que nasce numa família problemática, que vive num bairro problemático e sofre más influências dos "amigos", outra coisa é uma pessoa que vive uma vida em que nada lhe falta, é famosa e tem milhões de pessoas que giram em seu torno... Uma pessoa com dinheiro e fama tem tudo aquilo que o dinheiro pode comprar, mas tanto o pobre coitado como a pessoa famosa sofrem do mesmo mal: são autênticos acéfalos e sem carácter.

   Eu, como todos os leitores, tenho os meus problemas, são meus, mas para os combater não me drogo, não bebo (não me embebedo) e não fumo. Estupidamente, até tenho a sensação que se o fizesse iria ficar com mais problemas ainda... Mas lá está, isto sou eu que não percebo nada disto.

   Há quem nasça pobre de espírito e consiga fazer o impensável com o passar dos anos, piorando esse estado.

   Não tenho pena nenhuma da Amy, nem das Amy, nem dos Amys que proliferam neste mundo. Estou-me completamente nas tintas e é para a sanita que cago melhor.

   Pessoas que levem uma vida saudável, que pratiquem desporto com regularidade e se alimentem saudavelmente, é que é de admirar que morram de um momento para o outro, os outros não.

  

Eu faço "xixi" nas Wc femininas

  Eu prefiro fazer "xixi" na casa de banho das senhoras!

    E porquê? Porque a maioria delas lava as mãos, e porque se alguém me quisesse mexer na pila teria a certeza absoluta que não seria um homem!

    Do que tenho mais medo que me aconteça numa casa de banho masculina é isto:

(estou a vomitar)

   Sim, nas casas de banho masculinas muitos dos homens agarram nas pilas uns dos outros... e a maioria não lava as mãos! Já para não falar no facto de as sacudirem (às pilas) como se de um lençol se tratasse, salpicando os desgraçados que apenas ali estão a descarregar a bexiga... Só vos aviso: se um gajo vos der um aperto de mão, tenham em mente que podem estar a acariciar, não só a pila de quem vos está a apertar a mão, como provavelmente outras em que ele, porventura, possa ter mexido (continuo a vomitar).

   Aconselho-os/as todos/as a que depois de tocarem na mão de um homem as lavem. Ainda há pouco tempo vi um pai com o seu filhote (que não teria mais do que 4 ou 5 aninhos) entrarem na casa de banho; o pai a ajudar o filho a fazer xixi; o pai a fazer xixi; o pai a olhar-se ao espelho, dar um toque no cabelo (com a mão que mexeu na pilinha, dele e do filho) e a agarrar a mão (deslavada) da criança e saírem alegremente da WC... Fiquei quase em estado de choque... Só vim a mim quando a senhora da limpeza gritou por me ver com as calças em baixo...

   Não se pode confiar nas pessoas que vão às casas de banho, especialmente dos homens! Ah, e também não convém ficar muito tempo com as calças em baixo, não venha de lá a senhora da limpeza...

Professor que abusou de três alunas conhece sentença


  "As queixosas disseram que o professor, que à altura dos factos leccionava Geografia e era director de turma na Escola Secundária Clara de Resende, as assediou pontualmente, durante mais de um ano, com beliscões e apalpões nas nádegas."
(in Correio da manhã)

    Eu adianto já qual vai ser a sua "condenação"... Vai receber um lindo bouquet de flores, um cartão com descontos na GALP, um carro novo e um computador "Magalhães".

  Portugal é muito à frente, é, é!

Contos de Fod... Fadas... é fadas..

 

    Enquanto eu hoje almoçava com a minha amada, e assistia ao telejornal, deparei-me com uma notícia sobre "Casamentos de  Contos de Fadas". Eram-nos mostradas imagens de  GRANDES casamentos reais, por exemplo, com milhares de pessoas e "n" dinheiro ali gasto... E insistia-se, na reportagem, que todos nós gostaríamos de casar como nos "contos de fadas" e blá, blá, blá, piu, piu, pardais ao ninho...

    Eu não sou nada brilhante, confesso, mas tenho a certeza que a esmagadora maioria das pessoas não entende o conteúdo da mensagem dos "contos de fadas" e interpreta-o de forma torpe. Todos retêm na "retina" a mesma ideia dos "contos de fadas": Casar-se com o príncipe; dar um beijo ao sapo e ele virar um bonito príncipe; perder o sapatinho e este ser achado por um bonito rapaz que por acaso é príncipe; ser salva das garras de um vilão por um bonito jovem e casar-se com ele... Ah! Que por acaso é príncipe.

    Não é que eu queira estragar sonhos e esperanças, mas... e a pessoa em si não deve interessar? Só interessa mesmo casar com o príncipe - que ainda por cima é sempre bonito - e fazer um grande "copo de água" com milhares de pessoas e ir viver para um castelo. Isso é que é a mensagem que se retira dos contos de fadas? Não me fodam!


    Quanto a mim, quem pensa que a mensagem principal de "um conto de fadas" é o facto de se casar com o príncipe e ir viver num castelo, gosta é de "contos de fodas" e não de "fadas". Sim, isso mesmo, "contos de fodas". Importa referir que para se fazer um grande casamento é preciso ter-se uma enorme conta bancária, e para se ter uma boa conta bancária é preciso ser-se possuidor de um bom "Castelo" e de uma boa "charrete" com elevada cilindrada e bastantes cavalos. Ou seja, preencher estes requisitos todos nos dias de hoje é uma foda!

    Também está provado que para se ser príncipe não é preciso preencher o requisito de "beleza", como exemplo disso temos o príncipe Carlos (de Inglaterra). Se ele é bonito, então o meu nome é "Aniki Bóbó" e sou "quenga".

    De referir aqui, que ninguém nos ouve, que todos os dias passo à minha namorada a ideia de que "Sim, sou um sapo, mas quando nos casarmos transformar-me-ei num belo e roliço príncipe"... Talvez esta ideia esteja muito batida, certamente haverá mais gajos a contar esta "peta".É provável, também, que por causa disso haja tantos divórcios.

P.s.: Anda tudo a festejar o facto de hoje ser dia 25 de Abril, eu até compreendo, é feriado...

A Lady Gaga Portuguesa..



Uma pergunta ao Castelo Branco:

– Disse que queria ser a [cantora] Lady Gaga portuguesa. Já a conheceu?

Sim, já nos conhecemos. Estivemos juntos em três eventos, mas nunca houve oportunidade de privarmos. De qualquer forma, garanto que se a virem ao natural não a reconhecem.


Ora cá está, Castelo Branco quer ser a Lady Gaga Portuguesa. Ao menos, em comum têm o facto de serem extremamente feios, esquisitos e não se parecerem com nada. 

Não consigo escrever mais nada... Vou vomitar. 

Inté.

Já alguma vez vos aconteceu...

 ... Ficarem insatisfeitos com uma compra feita online? Ou seja, comprei algo e esse "algo" nunca mais chegou e da forma como devia.. Enviei-lhes então este mail a cancelar a compra:



"Boa noite,

   Venho por este meio cancelar a minha encomenda. O motivo que me levou a esta decisão é o seguinte: fiz uma compra no vosso site (Fitness digital) no Domingo. Na 3ª feira, por volta das 16h, a empresa que faz a entrega, a transportadora "Seur", veio a minha casa entregar a encomenda. Quem os recebeu foi o meu pai que desconhecia por completo o negócio - e calhou estar em casa a essa hora. A Seur deixou um papel a comprovar que vieram a casa, apesar da hora que constava no papel não coincidir com a real - no papel constava que tinham vindo às 09.00h, mas na realidade vieram por volta das 16h - mas nem me vou prender muito a esta questão (para já).

    Telefonei, então, para o 707 50 10 10, tendo-me atendido uma senhora que aparentemente está zangada com a vida. Foi rude e mal educada e, ao que tudo indica, é má profissional. De mau modo, lá me explicou que eu podia fazer uma de duas coisas: ou ir levantar a encomenda ao posto da Seur mais próximo, que fica em Arraiolos (a cerca de 20 Km de onde me encontro), ou então agendar uma nova data de entrega. A primeira hipótese foi logo colocada de parte; não tenho, durante a semana, disponibilidade para me deslocar a Arraiolos (nem o tinha de fazer, acrescento). Escolhi, então, a 2ª hipótese, dizendo-lhe que só mesmo às 19h me era possível receber a encomenda. A senhora, com um discurso jocoso e irónico, quase que me chamava "burro" por não perceber que "o horário de entregas é das 9h às 19h, portanto pode ser a qualquer altura do dia, dentro desse horário". Achando estranho, lá concordei e aceitei a sua explicação, ficando então acordado que me vinham entregar a encomenda no dia seguinte (hoje), à hora que desse mais jeito à Seur.

    Voltando à questão do horário de trabalho da Seur (agora sim)

   Como hoje não me foi entregue a encomenda, conforme o acordado, e recordando-me eu que colocaram uma diferença de 7 horas no aviso que me deixaram, concluo com um facto à Sr. La Palice que o meu relógio e o da empresa Seur se sifra nessa mesmo diferença (as tais 7 horas). O que me leva a perguntar "Será que eles já se encontram no ano 2011"? Conclui também que o "amanhã" da Seur, não é igual ao amanhã que sempre testemunhei, ou seja, amanhã é sempre o dia seguinte àquele em que nos encontramos. Para eles não.

    Conclusão final
 
   "Sacrifiquei" eu um dia de trabalho para esperar as vossas excelências da Seur, e o que é que me fazem? Não aparecem. Quer dizer, eu é que sou o "pagante", e eu é que tenho de me adaptar à vontade de quem é pago para fazer o serviço de entrega? Não seria, de todo, mais óbvio a empresa que realiza as entregas ter o interesse em satisfazer o cliente? Chegámos, neste caso, ao cúmulo de ser eu a ter de satisfazer a empresa, a qual é paga para fazer as entregas a tempo e horas, com o máximo de profissionalismo e rigor. Vai na volta, os senhores da Seur ainda me vão pedir para ser eu a embrulhar e a empacotar a encomenda na vossa sede, enviá-la, e ter que ser eu a entregá-la a mim próprio.

    Bem, chega de ironia.  Tudo isto para vos dizer que perderam um cliente, mas também não têm de se preocupar, que eu até sou pobre. Lamento a situação, pois também compreendo que a culpa não será inteiramente vossa.

    Os melhores cumprimentos deste cliente do vosso site, Miguel Ângelo V. Ribeiro, que "abortou" antes de sê-lo."
------------------------------------------"------------------------------------------

P.S.: Ainda não obtive resposta...
 P.S.2: Já me telefonaram e enviaram um mail a pedir mil e uma desculpas. Menos mal.   :)

FC Porto Campeão


   VIVA O PORTOOOOOOOO!

    Lia eu os comentários dos leitores do site "aBola", e entre muitas "pérolas" lidas, vi lá esta:

    "Saí do jogo com um granda melão, mas depois em casa ao ler as noticias (no Alentejo e no Algarve não houve festa LOL)e ver tv até fiquei melhor só de ver que até a festa do Boavista foi maior (...) lol são tão poucos, aqui em Lisboa eram 200, ridículo". 

    Este comentário fez-me lembrar aquelas mulheres que só pensam na festa do casamento (o copo de água), mas esquecem-se que mais importante do que isso é o "contracto" que assinam, o casamento, e isso é que é importante. No caso deste comentário, só vem demonstrar que os Benfiquistas têm o maior mau perder jamais visto, eles têm que ser melhores em alguma coisa, nem que seja em estupidez, mas têm é que ganhar... Vá-se lá contrariar um doente mental....



    Já agora ressalvo aqui que, além de invejosos e talibans, muitos Benfiquistas também são mentirosos. Hoje, num programa de Antena Aberta da Sic Notícias, ouvi um Benfiquista dizer, sobre o apagão, que "no Dragão também nos desligaram a luz". Mentir é tão feio, e eles mentem tanto... 



     Bom, a verdade é que o país festejou esta vitória do FC Porto, uma vitória do bem sobre o mal, uma vitória sobre a mentira, a inveja, a sobranceria e a arrogância. Como é óbvio, foram milhares os que festejaram em TODO o país e, mesmo que não o fosse, até podia haver 100 adeptos no país, que o título valeria o mesmo e a minha alegria seria a mesma.

    Não gosto do Carlos Queiroz, mas tenho de concordar com ele nesta declaração ao jornal online "maisfutebol": 
 
    Carlos Queiroz destacou a «cultura de vitória» do F.C. Porto, elogiando o novo campeão nacional não só pelo título ganho mas pela sequência que tem conseguido nas últimas duas décadas.

«Mais importante do que assinalar a vitória do FC Porto, que já se esperava mais dia, menos dia, é de assinalar 14 campeonatos em 20 [conquistados pelos portistas], acho que fica uma lição, que é difícil de aceitar para alguns. A verdade é que em 20 campeonatos, o FC Porto, mais o Boavista, conseguem ter 15 campeonatos no norte», frisou, em declarações à Agência Lusa.

O, agora, seleccionador do Irão, não poupou nas críticas. «É uma lição do que é talento, ordem, organização e unidade, algo que Lisboa não consegue perceber. Lisboa tem sentados em boas poltronas grandes teóricos do futebol. Estão lá os grandes jornais, os grandes cronistas, os grandes «opinion makers»», lembrou.

«É muito difícil para alguns dirigentes do Benfica e do Sporting conseguirem estabilizar- embora o tentem fazer- as vitórias dos grandes de Lisboa contra esta cultura de ganhadores que se instalou na cidade do Porto», resumiu. 
 (in maisfutebol)

    Já agora termino com mais uma curiosidade: cada vez mais aparecem adeptos de outros clubes (do Sporting, Braga, Académica, P. Ferreira, etc) a felicitar os Portistas e a criticar a posição do Benfica, Direcção e adeptos... O Benfica já há muito que perde na simpatia dos portugueses, e quer-me parecer que a tendência é para piorar. Não conseguem enganar toda a gente...

   Grande FC PORTO, és um orgulho!

P.S.: Mais uma arbitragem escandalosa a prejudicar o FC Porto, mas assim ainda nos dá mais gozo!

Palhaços Sócrates II


    Que dizia eu no meu post anterior? "Atrás de um Palhaço Sócrates vem sempre outro Palhaço Sócrates.". É ou não é verdade?

    Tratem-se!

Palhaços Sócrates



    Mais umas semaninhas passaram e lá o nosso circo foi dando espectáculos gratuitos; ora de violência, no futebol, ora de estupidez, na política. Eu mudaria o nome de Portugal para "Circogal", sem problema nenhum.Quem se opõe?

    Como sempre, os palhaços têm estado em alta e em todos os quadrantes da nossa rotina diária. Reparem no caso do palhaço Sócrates. Então o palhacinho que andou anos e anos a foder Portugal, a açambarcar riqueza com os dinheiros públicos e a tirar cursos ao domingo, pede agora a demissão?! "Pó caralho", cambada de deficientes!

    Bom... O palhaço pediu a demissão, pois, tá bem... Mas será normal toda a gente ficar contente ? Ao fim e ao cabo, muita dessa gente que está feliz foi quem votou nele, e quiçá o façam novamente. Sim, porque palhaços há muitos e o povo português está cheio deles.

    Eu não fiquei muito contente com a saída do Palhaço Sócrates, não. Porque atrás de um palhaço Sócrates vem outro palhaço Sócrates - mal comparado, isto é como as baratas, se vemos uma é porque existem milhares. Volto a reforçar, o nosso país está cheio de Palhaços Sócrates. Em 20 vizinhos, 18 são Palhaços Sócrates, em 1000 patrões, 999 são palhaços Sócrates (o único que sobra é apenas um deficiente). Eu, até familiares Sócrates tenho. E "amigos" Sócrates, quantos é que não temos?! Eu tenho muitos. Amigos falsos, subornáveis, infiéis, maus carácteres, invejosos, anormais, incompetentes e chico-espertos, quem é que os quer? Todos me irão responder "NINGUÉM!". Pois, mas vivem com eles, e na política votam neles.

    Moral da história, os Palhaços Sócrates são uma praga e não nos vemos livres deles facilmente. Só nos veríamos livres deles se os nossos governantes tivessem as regalias que, por exemplo, os governantes da Suécia têm, ou seja, nenhumas.

Vejam o vídeo:


E agora este (em Portugal):




    Na primeira reportagem, troquem só o nome de "Brasil" por "Portugal" que fica tudo nivelado. Acham que, com estas regalias, tínhamos palhaços Sócrates (ou outros como tal)  a governar o nosso país? Ainda vamos votar neles? Até quando é que esta merda vai continuar?

    Os nossos governantes não podiam circular de Renault 5, Opel Corsa, ou Seat Ibiza, por exemplo? Era uma boa forma de não gastar gasolina, nem o dinheiro de todos nós.

    Nós votamos neles para que eles melhorem as condições que temos, não votamos para regredir e muito menos votamos para eles terem e fazerem luxuosas vidas.

    Até quando vamos continuar a ser palhaços pobres com uma lágrima no canto do olho, e com o olho de baixo bem aberto, à custa das enrabadelas dos palhaços ricos?



O Armando Vara, vara todos os utentes nas urgências


    Armando Vara ‘fura’ fila no centro de saúde
Ex-vice-presidente do BCP precisava de uma declaração médica e passou à frente de várias pessoas que aguardavam por consulta.

    Um utente do Centro de Saúde de Alvalade, em Lisboa, apresentou queixa no Livro de Reclamações depois de o ex-vice-presidente do BCP e arguido no processo ‘Face Oculta', Armando Vara, ter passado à frente de dez doentes que aguardavam por consulta. A direcção da unidade reconhece o erro e admite que houve um comportamento abusivo.

     O ex-ministro socialista passou à frente dos utentes que aguardavam a sua vez e exigiu a uma médica que lhe passasse um atestado médico, alegando estar com pressa e ter um avião para apanhar.
(in Correio da Manhã) 


     O "Correio da Manhã", um dia, vai-nos trazer uma notícia que realmente seja notícia. Eu quero acreditar que sim! Expliquem-me, desde quando é que este tipo de situações é notícia? Primeiro, qual é que é o político que não está, ou esteve, ligado a algum caso de corrupção?! Segundo, se eles mandam a seu bel-prazer e são uns autênticos Ursos, por que não furar umas filas? Não será isso genuinamente e tipicamente português?

     Gostei especialmente desta parte "O ex-ministro socialista passou à frente dos utentes que aguardavam a sua vez e exigiu a uma médica que lhe passasse um atestado médico, alegando estar com pressa e ter um avião para apanhar.". Ora nem mais. "Sô Tôra, passe lá aí um atestado que eu tenho que ir apanhar um avião paras as Bahamas porque as 3 putas "acompanhantes de luxo" que contratei recebem à hora e já estou a gastar dinheiro... dos contribuintes... " Onde está o interesse nesta notícia? Então ele estava a zelar pelo nosso bem estar financeiro! Para quê queixarmo-nos?!


    A única notícia interessante seria saber por que motivo é que os portugueses insistem em votar nestes "bidés andantes". 

    Eu já desisti dos Portugueses, somos burros de mais... Notícia também seria se o Armando Vara entrasse nas urgências com uma "vara" na mão... Ok, não seria notícia nenhuma, seria estúpido, mas o que conta é a ideia.

    Com tudo isto ficamos a saber que a saúde de um político é mais importante que a nossa (e novidades?). Eles também não "cagam", apenas defecam...

    Insisto nesta ideia: Somos (todos) mesmo muito burros.

    Há muitos, muitos anos fomos donos de metade do mundo e agora temos uma porção de terra... A 25 de Abril de 1974 fizemos uma revolução - nós não, os militares. Não se disparou um único tiro, só rosas. Para que se fez a revolução? Para o bem do povo, ou para satisfazer as necessidades pessoais dos candidatos aos cargos políticos? No fundo, o que se queria era isso, "em vez de ser um só homem a deter o poder, por que não uns 10 homens e respectivas famílias?!" pensaram eles. Hoje em dia, esse pensamento ainda é válido. 

   Compram-se tanques de guerra, submarinos que custam milhões de €, e para quê? Só mesmo para se meter água. É que numa guerra aniquilavam-nos em 3 minutos. Se os Somalis quisessem, conquistavam-nos em 10 minutos... Sobem os preços de todos os produtos e bens essenciais: açúcar, café, pão, fruta, gasolina, gás, luz, telemóveis, portagens, etc. Ninguém se revolta?! Ninguém faz nada?! Claro que não, isto é Portugal, uma versão mais estupidificada da parte mais estúpida dos Estados Unidos.


    Conheço quem se admire de alguns americanos  não conhecerem o seu Presidente da República. Qual é a diferença deles para nós? É fácil, eles não sabem o nome de quem os rouba, nós sabemos... Quem é mais burro?!
    
 P.S.1:  Em que país se abrem contas de solidariedade para assassinos sem escrúpulos? Em que país é que as pessoas não se revoltam contra políticas "capantes", mas quando vão ver um jogo de bola, batem em tudo o que mexa , incluindo crianças, mulheres e polícias? Em que país é que o Primeiro Ministro completa o Inglês técnico numa folha A4 e ao domingo (ainda por cima sendo essa folha o único trabalho tido como prova da sua licenciatura)? 


P.S.2: Não me fodam... Este país é o dos Macacos...

O marido da Betty vai mudar de sexo!

   Há muitas coisas que não entendo. Algumas acabarei por entender (a seu tempo), outras nunca entenderei...

   Uma destas coisas de que falo - que não entendo, nem vou entender nunca - é a seguinte: O Castelo Branco vai mudar de sexo? Isto é, o Castelo Branco, vai-se tornar um homem? Juro que não entendo... Um gajo que calça sandálias de mulher, pinta as unhas dos pés e das mãos, que abana o rabo - como as cadelas com cio fazem - e que diz que não é homem nem mulher, mas sim bicha (!?)... Que raio de bicha feia!

   E o que dizer da senhora Betty? Há quanto tempo é que ela pereceu? Aquilo já deve cheirar mal. Reparem que a expressão da senhora é quase sempre a mesma. Tenho amigos que me dizem que ela deve ser uma pessoa muito doente porque está sempre muito pálida e muito "cheia". Eu, como sou um tipo que gosta de arriscar, arriscaria que ela não está doente, está é mesmo morta. Não acredito que ela ande, deve ter é uns sapatos com rodinhas...

   Agora falando a sério... A senhora só pode mesmo estar morta, ou senil. Só alguém morto ou psicologicamente afectado (e a não tomar os comprimidos) suportaria (andar com) a "Bicha" Castelo Branco.

 Debrucemos-nos sobre esta capa em que o Zé faz a sua revelação:



    Estas duas personagens fazem-me lembrar os vilões do Batman; o Zé é o "Joker", só que sem pila e com sandálias; a Betty é apenas uma personagem do museu de cera que o "Joker" visitou, só que, perseguido pelo Batman, ele (Joker) fingiu ser também uma personagem de cera...

P.S.: Volto a repetir algo que a minha mãe me disse na altura em que eu ainda mijava as calças: "Filho, evita as bichas!".

Ajudem-me como ajudam o Seabra, o equilíbrio do Universo agradece

Conta de Renato ainda só tem 2000 €


"Os donativos são produto da generosidade das pessoas que estão a viver este caso e, juntamente com a família, querem saber toda a verdade e não deixar lá um rapaz abandonado sem perceber exactamente o que aconteceu", diz José Malta, cunhado de Renato.
(in Correio da manhã)


     Como é óbvio e, apesar da minha ausência, o Mundo continua a girar e a meter nojo, como sempre. Por falar em nojo, aqui está uma notícia nojenta: "Conta de Renato já tem 2000€", "produto da generosidade das pessoas". Quer dizer, ando eu aqui a tentar ser o melhor namorado, filho, estudante, trabalhador, amigo, colega, possível, e as pessoas doam dinheiro para ajudar um assassino? Já tem mais dinheiro do que eu! Se era para baterem o recorde de estupidez, parabéns, conseguiram! Nunca me deixam de surpreender...

     Parece que as pessoas, e a família, querem ajudar o assassino porque, alegadamente, ele não sabe o que fez nem o que se está a passar... Eu sei: o tipo dos 2000€ na conta espancou, matou, capou (com um saca rolhas), retirou olhos e, vai na volta, dançou em cima do cadáver. Foi isso que ele fez. Agora o que se está a passar também é simples (ou deveria ser): o assassino vai ser julgado e esperemos que condenado exemplarmente pelo crime hediondo que cometeu.

     Com tudo isto, não admira que os portugueses votem só nos ladrões, corruptos, mentirosos e incompetentes. Entendo perfeitamente que as pessoas votem naqueles em que se revêem.

Voltei, voltei, desculpem lá + José Carlos Pereira

Peço desculpa pela ausência, mas tenho tido algum trabalho e pouca vontade de aqui vir escrever verdades. Lamento imenso que alguns dos leitores mais assíduos tenham cortado os pulsos... O que interessa é que se siga pa bingo! Falemos de coisas sérias:


 José Carlos Pereira: “Estou feliz com a Marisa”



Fonte próxima do actor garante: "Eles já se conheciam antes de ele namorar com a Laura Leone. A Marisa tem sido muito importante. Estão mesmo apaixonados, e ela até já o acompanhou a algumas reuniões de trabalho."

Aqui está, estão mesmo apaixonados... Para um acompanhar o outro a reuniões de trabalho tem que ser mesmo amor... Já agora, o Patareco Pereira trabalha? Se sim, desconhecia.

 Realmente, não sei o que é que as mulheres vêem neste artolas... Desconfio que as mulheres tenham um enorme mau gosto. Ou é isso, ou então é isso e os €uritos... Só sei que este gajo está todo minado. Não sei se o problema será do álcool que ingere, se da cabeça que arrenda espaço. Mês sim, mês não, está apaixonado. Este é a versão masculina da Marta Leite Castro - já se apaixonou cerca de 87630386577323422009 vezes, só no último ano.

 O Herman José, aí há uns anos fez um "sketche" com o Pai Natal e o menino Jesus em que o primeiro acusava o segundo de estar "ou estendido, ou deitado". No caso deste Artolas Pereira, "ou está bêbado, ou está drogado"... Patético.

Outra vez as mães...

Katia Aveiro: “O bebé não tem mãe”



"Não existe nenhuma mulher a telefonar-lhe. Não existe mãe, nem telefonemas, não existe nada. A mãe dele morreu."

"Isso é um disparate. Não tem ponta por onde se pegue. Não queria falar disto e agora vou ter de dizer ao meu irmão que disse o que vou dizer: o bebé não tem mãe", frisa Katia, acrescentando: "Não vou dizer como é que ele chegou até nós. Mas garanto que ele é filho do meu irmão, meu sobrinho, é do nosso sangue e que a mãe dele é a minha mãe, que é a pessoa que está 24 horas por dia com ele."
  (in Vidas)

Outra vez a história das mães... Mas existe para aí algum tradutor que me explique o que a senhora disse?

"Não existe nenhuma mulher a telefonar-lhe. Não existe mãe, nem telefonemas, não existe nada. A mãe dele morreu", "o bebé não tem mãe", "Mas garanto que ele é filho do meu irmão, meu sobrinho, é do nosso sangue e que a mãe dele é a minha mãe, que é a pessoa que está 24 horas por dia com ele." Ai minha nossa Sanhora! Não existe mãe, a mãe dele morreu... a mãe dele é minha mãe... O filho do Ronaldo, é filho dele e da mãe? 

Que palavra é que devemos utilizar para isto... Incesto? "Cesto" faria mais sentido. Ou... Como esta situação é com o Ronaldo, talvez lhe possa chamar de "auto-golo".

Gosto particularmente desta parte: "(...)ele é filho do meu irmão, meu sobrinho, é do nosso sangue e que a mãe dele é a minha mãe(...)". Excelente! É impagável. 

Bom... Esta história é tão confusa que já estou baralhado.

Vou agora cortar os pulsos porque não existe nenhuma mulher a telefonar ao Ronaldo. 
 




P.S.: É verdade... Não se esqueçam de exercer o vosso direito Cívico  (os pormenores ficam para outro post) 

A culpa é sempre das mães

A culpa é da mãe


Violador associa “rigidez, autoritarismo e desafecto” da progenitora para justificar crimes.

 Agora este atrasado mental diz que a culpa de ele ter violado umas 20 pessoas - parece que só 14 é que o denunciaram - é da mamã dele... Eu aposto que foi! A mãe e ele apanhavam as rapariguinhas, levavam-as para descampados e violavam-as, roubando-as em seguida. 

O papel da mãe nas violações seria o de segurar na pila dele e de roubar as meninas. Ele nem sabia o que estava a acontecer, coitado... A mãe é que deveria estar presa.

Soltem o violador porque não foi ele que violou as raparigas, foi a mãe! É mesmo caso para dizer "Aquelas meninas que violei, não fui eu, foi a minha mãe.".

Notem que o violador enviou cartas às mulheres abusadas, enviando dinheiro (20 €) e, provavelmente, contando a história de que a mãe é que é culpada. Existem putas que cobram mais do que ele paga por violar... Este Portugal está doente, ou melhor, tem pessoas doentes. Ver estes tipos dá-me nojo, vómitos e vontades quase incontroláveis de lá ir onde estão, espancá-los e urinar-lhes para cima. Deviam ser colocados numa cela, juntamente com um burro com cio, só os dois.


Mas já me esquecia... A namorada do violador também deveria ser presa, ou pelo menos internada em alguma instituição que trate pessoas com deficiências mentais. Então a gaja sabe que o namorado é um violador e mesmo assim aceita-o e defende-o? Será que a brincadeira sexual desta menina é "simular" uma violação? Se calhar precisava era de ser violada a sério - isto se já não foi pelo namorado, não tendo dado conta. Prendam esta gaja, já! Ou então prendam a mãe dela porque se calhar não lhe ofereceu a "Barbie mil broches". É socióloga? Em Portugal até os considerados inteligentes são burros... Tenho medo, muito medo.
Por falar em atrasados mentais, falemos do Renato Seabra: 


AJUDA À FAMÍLIA DO MANEQUIM

Os amigos de Renato criaram um movimento no Facebook chamado ‘Deus é grande e vai fazer justiça’. O mesmo grupo está a criar uma conta no banco através da qual quem quiser pode doar uma quantia monetária com destino a ajudar a família do manequim. Recorde-se que a mãe, Odília Pereirinha, enfermeira de profissão, está desde segunda-feira em Nova Iorque para dar todo o apoio ao filho.


Serei eu de outro planeta?

Então Deus, como nós (não) o conhecemos, não era bom, não defendia os fracos e não era contra a violência? Mas já foi "descoberto" um outro Deus? É que se o Deus dito "normal" fosse mesmo "grande", o Renato Seabra, e quem cegamente o defende (muitos só para aparecer na tv), já estavam encafuados em caixas de madeira de pinho, e tinham 3 palmos de terra por cima da cabeça...

Então agora vamos abrir contas para ajudar um assassino?  Porque não abrir uma conta para ajudar as pessoas desfavorecidas do nosso País, para começar? Esta sede por aparecer nas tv´s e notícias, nem que seja pelos motivos errados, é um dos flagelos dos nossos dias.

No telejornal (nem sei em que canal), vi os supostos amigos do Seabra a dar as mãos, formando uma corrente enorme... Aquilo foi para quê? Autênticos patetas agarrados uns aos outros. Muitos deles nem deveriam saber qual o motivo pelo qual ali estavam...

Reparo é no seguinte aspecto: o violador de Telheiras diz que a culpa de ele ser violador é da falta de carinho que a mãe lhe dava, a namorada dele queixa-se de não ter recebido no Natal de 91 a "Barbie mil broches", e por outro lado, o Renato Seabra tinha carinho a mais da mãe, pai e toda a família - e pelos vistos de outras pessoas exteriores, tipo o Carlos Castro... E em que é que ficamos? A culpa será mesmo das mães ou será mesmo destes deficientes que cometem estes crimes?

Cada vez mais me parece que vivemos às avessas... O quente passa a ser frio, os ladrões/violadores/pedófilos/assassinos começam a ser louvados, aplaudidos e ainda passam a ter direito a indemnizações - porque já começa a ser crime a vítima queixar-se. No que diz respeito às vítimas, essas vão ser presas e condenadas pelos crimes que sofreram, pelo menos as que ficarem vivas. Só falta mesmo começarmos a nascer com 90 anos e morrermos com 2 ou 3 anos, tipo o filme do Benjamin Button.

Concluo, com o que me parece óbvio, que a culpa dos crimes do Renato Seabra e do Violador de Telheiras - mais a namorada que o apoia - é das mães, sim: elas deveriam ter abortado. Agora temos que aturar estes abortos...



Lucy e Djaló

Lucy e Djaló escolhem nome: Bebé é Lyonce Viiktórya


Sete dias após o nascimento, Luciana Abreu e Yannick Djaló anunciaram o nome da filha. Ainda que tenham pensado chamá-la Lucianny, escolheram Lyonce Viiktórya, que, segundo a lista de nomes autorizados em Portugal, não existe.

"Lyonce da fusão de Luciana e Yannick e Viiktórya pelo nosso amor ter triunfado e vencido todos os obstáculos e a má-língua de tanta gente, principalmente dos que até hoje só apareceram na nossa sombra", escreveu a jovem no seu site oficial. Na mensagem, Luciana diz ter "vivido o momento mais lindo" da sua vida.

Já para o marido, "foi tudo tão mágico e perfeito que não tenho palavras para descrever o que senti". E termina com a promessa de os fãs, um dia, poderem ver as imagens do parto. 
(in Vidas)


Oh My God!     :O

Mas que lindo! Adorei o nome, acho mesmo que não haveria nome mais português do que este. Se repararem, vão ver que o nome é a fusão dos dois palhaços palermas tótós Ursos panhanhas pombinhos - Lyonce é da parte da mãe e o "y" deve ser da parte do "Dá dó". Dizer que Lyonce é a fusão dos seus nomes é a mesma coisa que colocar a letra "a" na palavra "Burros"... Faz tanto sentido como o subir para baixo ou o descer para cima.

Tenho muita pena destes "dois tristes trigues"... Tenho ainda mais pena da filha... A criança não tem culpa nenhuma de ter uns atrasadinhos mentais como pais - mais uma criança que vai passar o tempo em terapeutas e psicólogos. O que vale é que, para já, os pais têm dinheiro.

Tenho a leve impressão que quando o Dá Dó "sair da bola" e o dinheiro começar a desaparecer, a senhora Lucy vai "cantar noutros microfones" - isto se o seu marido não a trocar por uma gaita de foles em segunda boca, como já fez com a anterior namorada.

Quase que aposto que a criança vai no saco...


Já agora deixo aqui outra notícia (mais antiga):

"Yannick Djaló foi agora ao canil da zona entregar os dois animais, alegando que não tinha condições de cuidar deles. A ex, Ana Sofia, já reagiu negativamente à acção de Djaló que segundo ela, falhou ao compromisso com ela e com os animais."
(in Nova Gente)

Que tristeza...Os jogadores de futebol já foram atingidos pela crise... Como podemos ver pela imagem que está acima, verificamos que a Lucy deve comer por dois, e o ter de alimentar os cães e mais "outra" (que come por dois), é demasiado. Será que a filha vai passar fome? É que a Lucy come tudo e parece não deixar nada.

Hugh Hefner casou


Aqui está uma notícia que não admira ninguém: um senhor, com 522 anos, que casa com uma rapariga de 20 anos. Quanto a mim, só pode ser por amor.

Já me estava a esquecer de alertar para o facto de que, o senhor em causa, é das pessoas mais ricas dos Estados Unidos e dono da famosa marca "Playboy". Será que estas meninas nunca se sentirão atraídas por um senhor "sem-abrigo", ou outro com uns 80 anos de idade e que não seja rico? Será só coincidência?

Eu acho injusto estes velhadas - que também têm direito à vida - roubarem as jovens aos jovens... Chamo a isto concorrência desleal. Também não tenho inveja nenhuma, cada um tem o que pode. Eu simplesmente tenho a melhor que há  :)

O Hugh Hefner faz-me lembrar a mulher do/a Conde Castelo Branco; já deve umas boas dezenas de anos à cova. Cá para mim, o Hefner, vai casar ligado às máquinas... Mas vejam bem a rijeza do homem: vai casar com esta e ainda tem mais duas namoradas... Nem eu com os meus 30 aninhos bem fofinhos tinha paciência ou cabedal para aturar tanta mulher.

Ó Hefner, diverte-te agora porque não tarda nada estás a ir com o caralh* e, ao que me parece, vais deixar muita mulher desgostosa... mas por amor... (ao dinheiro)

José Mourinho = O melhor do Mundo



                                                         A Bola de ouro é dele! 

O José Mourinho venceu o prémio de melhor treinador do Mundo que, quanto a mim, mereceu. E pronto, parece que a vida continua, agora, logo, e amanhã...

J. Mourinho, numa das entrevistas que ouvi, teceu um comentário interessante "É um troféu que vai fazer bem ao país, que está a passar por um mau bocado." Meti a mão no bolso para ver se me tinha "aparecido" dinheiro, e não encontrei nenhum,  fui meter gasolina, e o preço ainda estava na mesma: 1,502 euros por litro; todos os preços que vi (de outros produtos) continuavam iguais. Vou esperar por amanhã... Pode ser que amanhã o prémio do J. Mourinho nos faça bem.

Acho graça aos "pensadores" e "opinion makers" que por aí proliferam injectando, no povo Português, aqueles Nacionalismos bacocos que me dão vómitos. Para muitos deles, só lhes falta tirar a pila de fora e começarem a acarinhá-la, enquanto cantam o hino Nacional.

O homem ganhou um prémio prestigiante, PARA ELE; Portugal não vai ganhar nenhum... É preciso tratarem essa notícia como se do fim da crise se tratasse?!

!ESPECIAL! O assassino de Carlos Castr(ad)o é o... Predador 2!

 Estive a ver e a ouvir com muita atenção as declarações feitas à TVI pela mãe do jovem que, alegadamente, matou e castrou (ou castrou e matou) o Carlos Castro e tirei as minhas conclusões que passarei a escrever, mais à frente... 

Quem não está neste país, ou anda só distraído,  fica a saber que o Carlos Castro era um tipo conhecido em Portugal. Às vezes aparecia na televisão e parece que escrevia artigos de opinião em revistas e jornais... Ah, e também era um homossexual assumido. Ao que parece, Carlos Castro, com 65 anos, mantinha uma relação amorosa com o Renato Seabra de 20 (o rapaz também era modelo). O que aconteceu é que o jovem de 20 anos, alegadamente, matou e castrou o senhor mais velho, enquanto passavam a Lua-de-Mel em Nova Iorque. Não sei qual foi a ordem dos acontecimentos: não sei se castrou e matou, ou se matou e castrou. 

Mas, vejamos as declarações da mãe do Renato: 

"Não acredito. Não acredito. O meu filho, sendo um filho de ouro, um filho que é muito bom, não fazia isso", afirmou a mãe de Renato Seabra no aeroporto da Portela, em Lisboa, em declarações à TVI, antes de partir para Nova Iorque, onde o filho está internado no Hospital de Bellevue, depois de alegadamente ter tentado o suicídio.
Odília  Pereirinha reiterou que Renato não mantinha qualquer relação amorosa com o cronista social. "O meu filho não era namorado do Carlos Castro. Ele, desde o primeiro instante, nunca escondeu a sexualidade dele, que é heterossexual", disse. Sobre a acusação de que os estudos de Renato seriam pagos por Carlos Castro, a mãe nega peremptoriamente.
 "O meu filho tem uma licenciatura e quem lhe pagou os estudos fui eu", sublinhou.
Odília Pereirinha revelou que foi Carlos Castro que se aproximou do jovem através do Facebook, enviando um pedido de amizade. "Renato viu o pai que nunca teve", disse.

Odília negou ainda que o filho tivesse qualquer distúrbio psiquiátrico,
revelando que lhe "telefonava assiduamente". Nos últimos dois dias,
o modelo ter-se-á queixado que não conseguia dormir "por causa da comida".

Ora bem. Vamos lá retirar ilações desta entrevista. 

A senhora Odília diz que o filho é um "filho de ouro", que "é muito bom" e que não "fazia nada disso". Pronto, é a opinião da senhora, mas não me admirava que, ao ser provada a sua culpa (a culpa do filho), ela mantivesse a mesma opinião. Quase que me arriscaria a dizer que um deles os dois ainda vai escrever um livro...

"O meu filho não era namorado do Carlos Castro. Ele, desde o primeiro instante, nunca escondeu a sexualidade dele, que é heterossexual" Pois... Nunca conheci ninguém que escondesse que era heterossexual. Vai daí, não sei qual é a nota positiva a retirar da parte em que diz "nunca escondeu a sexualidade dele". Já a parte em que ela diz que não eram namorados, parece-me mesmo que só a senhora é que não sabia... Ao que parece, Portugal inteiro já estava ciente desse facto. Isto só vem provar que os pais não sabem tudo sobre os filhos.

"O meu filho tem uma licenciatura e quem lhe pagou os estudos fui eu.". Se calhar até é verdade, ou então não... Fico é com a leve impressão que o filho se terá licenciado em "Ciências Ocultas", ou em "capar de grilos"... Não aprendeu foi a não deixá-los morrer.

A senhora diz ainda que "Renato viu o pai que nunca teve" - Para lhe ter espetado com o portátil na cabeça (para o cenário ficar perfeito, só resta saber se o portátil é o fabulástico "Magalhães")  deve ter sido na altura que viu que o Carlos Castro não era bem o pai dele... Normalmente, isso acontece quando uma pessoa homossexual nos aparece à frente, na nossa casa, (sendo nós heterossexuais), nu e, se calhar ,erecto, dirigindo-se a nós e a dizer "Filho, anda cá ao pai que não te aleijas!".

"Odília negou ainda que o filho tivesse qualquer distúrbio psiquiátrico,
revelando que lhe "telefonava assiduamente". Ficámos a saber que só se pode considerar que uma pessoa tem distúrbios psiquiátricos se esta não nos telefonar assiduamente... Se o filho da senhora Odília lhe telefona assiduamente - não sei é se o vai poder continuar a fazer nos próximo 100 anos - é óbvio que é são! Para quê inventar o que é fácil?

Por último, na entrevista, a senhora também alega que o filho não conseguia dormir "por causa da comida".  Eu sei bem o que é não conseguir dormir por causa da comida... Mas depois comecei a deitar-me na cama e não em cima dela - dormir em cima de comida provoca-nos problemas de todo o tipo.

Depois de ter ouvido e lido tudo isto, tenho a certeza de que não foi o Renato Seabra que assassinou Carlos Castro. Cá para mim, este caso é de fácil resolução: o assassino é o Predador 2.

 O Predador 2, além de extremamente letal, é muito lixado. Ele cortava as suas vítimas em pedaços. A última vez que foi visto foi em Los Angeles, em 1997. A esta altura, bem provavelmente, estava em Nova Iorque no mesmíssimo hotel em que o Carlos Castro e o Renato Seabra estavam - o Perdador 2 está a fazer um "Tour"...

E por que é que eu não acho que o assassino seja o Renato Seabra? perguntam vocês. Não acho que seja ele porque ele é um filho de ouro, não fazia uma coisa dessas, é licenciado e não é maluco. Sim, não é maluco porque telefonava à mãe todos os dias.  O azar dele foi estar no sítio errado à hora errada, com o tipo errado na situação errada, num País errado, e só para piorar, também tinha o portátil errado no sítio errado - o Magalhães voou até Nova Iorque só para acertar na "cabeçorra" do coitado do Carlos Castro.

O que aconteceu, realmente, foi que o Predador 2 envenenou a comida ao Renato, para que ele dormisse mal, e depois matou o Carlos Castro... obrigando o Renato a sair do hotel, tranquilamente, com apenas algumas manchas de sangue na camisa porque ele pensava que tinha sido tudo um sonho.

 Se o jovem for realmente o culpado, que fique a cumprir pena nos Estado Unidos. Nós sabemos que se vier para Portugal a nossa (in)justiça vai colocá-lo na rua, só porque é jovem, e porque a comida lhe perturbava o sono - sem contar que, pelos vistos, o Carlos Castro também não o deixava dormir...

Sou apologista da "prisão perpétua" para assassinos, pedófilos, violadores e políticos que roubam o povo, enriquecem às suas custas e os escravizam. Talvez quando tivermos políticos e portugueses a sério, tenhamos o prazer de nos sentir seguros e orgulhosos com a justiça e o nosso país.

 P.S.1: Vejo os comentários escritos dos leitores de jornais online e fico estupefacto com o seu teor.. Muitos desculpabilizam o rapaz (se por acaso tiver sido ele, que me parece ser o mais certo), outros têm pena das duas famílias, enquanto outros têm só pena do Renato Seabra "porque é jovem e bonito" li algures. Desde quando é que por se ser jovem e bonito se podem cometer crimes? Algo não vai bem no nosso País. Então espancar alguém com um portátil (mesmo que o tenha feito com o portátil Magalhães) estrangulando-o depois e castrando-o, tem desculpa? Pobre país, pobre povo, pobre de mim...

P.S.2: As novas tecnologias têm uma grande importância nos dias de hoje. Parece que se conheceram graças a ele (pela Internet). Espero bem que quem leia estas chachadas que eu escrevo, tenha cuidado com quem estabelece contactos e com quem combina encontros. Mais vale escolherem locais com bastante gente, nunca sítios "desertos". O Mundo tem demasiados malucos para que nós nos possamos dar ao luxo de agir de forma displicente.

Discotecas...

Voltei, voltei, voltei de lááááá, ainda ontem estava agora e agora já estou cáááááááááááá! 
 (esta frase é para ser lida a cantar)

Ena, até consigo sentir a vossa alegria demonstrada pelo meu regresso... Bom, o tema de hoje é o seguinte: Para que servem as discotecas?

É uma boa pergunta, mas não sei responder. Sei que para socializar não é! Quem é que consegue socializar com outra pessoa, enquanto se ouve um ruído que ultrapassa todos os valores máximos permitidos por lei? Então andamos nós a queixarmos-nos dos nossos trabalhos, nas fábricas, por exemplo, dizendo que as máquinas emitem muito barulho "E faz-nos mal!" e etc; e depois vamos para as discotecas, pagando uma entrada que é caríssima e estragar a saúde toda com o barulho e o álcool?! Acabamos por queimar todos os poucos neurónios que nos sobram...


Uma vez, apresentaram-me a uma rapariga (isto passado dentro da discoteca) e ficámos a falar... Eu só dizia que "sim", "não", "pois..." e nem sabia ao que é que estava a responder. A rapariga era bastante interessante - quando um homem fala em "rapariga interessante" deve-se ler "Bem boa" ou "Papava-a toda" - sei que me pediu o número de telemóvel e aí é que esteve o problema. Ambos apontámos os números mal.

Será preciso perguntar o que é que aconteceu? Passado algum tempo encontrei essa rapariga de dia e cumprimentámos-nos, mas não passou dali porque à luz do dia sou bem feio; é que à noite sempre dá para disfarçar se me colocar numa zona mais escura - verdade seja dita, à noite, e depois de muitos copos, toda a gente é gira, eu é que não bebo.

Talvez agora se compreenda por que é que nas discotecas há sempre uma cena de pugilato... É que é bastante fácil ocorrerem mal-entendidos. Um tipo ouve mal o outro, o outro grita-lhe aos ouvidos, o outro não gosta... e o caldo está entornado.

Já quando uma mulher engravida numa discoteca também é completamente compreensível... Como não se consegue conversar em condições, e para evitar mal-entendidos, mais vale ir para um local mais reservado e "falar mais de perto".

Estabelecendo uma analogia meio poética, posso dizer que as discotecas são como o mar. O espaço da discoteca é representado pela água, as mulheres representam as sardinhas, e os homens são os pescadores. O DJ e os seguranças funcionam um pouco como a "equipa de resgate"; se algum se afasta demasiado do barco, é imediatamente convidado a sair da água... E, normalmente, conduzido ao hospital.

Conheço um rapaz que ficou com a marca do anel do segurança na cara... Como eu lhe disse: "Só é pena não teres ficado com a marca de um mapa de um tesouro, na cara. Isso é que é de lamentar!".
Aqui o "Je" é que não se mete nesse antro de germes e de bactérias mais vezes... Muitos dos gajos vão mijar e nem lavam as mãos...Ainda dizem que "Sacudir a pila mais de 3 vezes é considerado masturbação!", eu inventaria uma melhor frase: "Se mexeres na pila não me cumprimentes!"



Já repararam que as discotecas são o que mais se assemelha àquelas seitas religiosas? Um gajo entra e ouve um barulho ensurdecedor, vemos dezenas e dezenas de pessoas, muitas delas viradas para um tipo que está num altar (a abanar-se e a contorcer-se), depois, também se vêem muitos seguidores num ritual muito estranho... Tipo, parece que estão a "estrebuchar", ou com espasmos involuntários - há quem lhe chame "dança", eu é que não quero ser desmancha prazeres e contrariar essa ideia...

Posso mesmo concluir dizendo que, nas discotecas, a matemática nem sempre é exacta. É que mesmo que entrem duas pessoas... Podem sempre sair de lá 3... Ou, então, entrar-se em pé e sair-se esticado (horizontalmente).

P.S.: Há gajos que perdem a vida nas discotecas... Eu já lá perdi uma chave.